Pular para o conteúdo
Início » Doces e Quitutes » Papo de anjo, uma doce viagem entre conventos portugueses e as cozinhas históricas mineiras

Papo de anjo, uma doce viagem entre conventos portugueses e as cozinhas históricas mineiras

O delicioso papo de anjo não é apenas uma iguaria culinária, é uma expressão viva da rica tradição da doçaria conventual portuguesa. Originária dos conventos onde as freiras habilidosas preparavam doces requintados, essa receita chegou até as cozinhas acolhedoras de Minas Gerais.

Ao saborear o papo de anjo em Minas Gerais, os comensais não apenas experimentam uma delícia açucarada, mas também viajam no tempo, conectando-se diretamente às raízes históricas e culturais que moldaram essa tradição culinária. Os conventos portugueses, com suas receitas secretas e métodos meticulosos, deixaram um legado que ressoa nas cozinhas mineiras, onde cada mordida é um elo com o passado.

- Continua após Publicidade -

Essa fusão de tradições culinárias, é um testemunho da capacidade da comida de transcender fronteiras geográficas. O papo de anjo, portanto, não é apenas um doce local, é um embaixador saboroso que mantém viva a herança culinária, celebrando a convergência de culturas e sabores ao longo dos anos.

Papo de anjo
Papo de anjo

Como fazer papo de anjo

INGREDIENTES

  • 6 gemas
  • 1 colher (chá) de fermento químico em pó
  • Margarina para untar
  • 500ml de mel
  • 1 copo de água (100ml)
  • Cravos da índia para calda e enfeite

FORMINHAS: De empadinha ou cupcake

- Continua após Publicidade -

MODO DE PREPARO

  1. Na batedeira bata as gemas, por 5 minutos, até virar um creme bem fofo.
  2. Em seguida, acrescente o fermento e volte a bater por mais 2 minutos.
  3. Unte muito bem forminhas com margarina e coloque essa massa até preencher mais da metade da forminha.
  4. Disponha as forminhas dentro de uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos.
  5. Em uma panela, coloque o mel, a água e o cravo. Misture e leve ao fogo médio.
  6. Depois de levantar fervura, deixe no fogo por mais 3 minutos.
  7. Desenforme delicadamente os papos de anjo e faça um furinho com um palito em cada um, para a calda penetrar bem.
  8. Dica: Use a ponta de uma faca para ajudar a desenformar.
  9. Espete um cravo da índia na parte de cima de cada papo de anjo para enfeitar.
  10. Acomode os papos de anjo num recipiente fundo e jogue a calda por cima.
  11. Por fim, leve para a geladeira e deixe gelar por 1 hora.

Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba receitas exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas delícias!

1 comentário em “Papo de anjo, uma doce viagem entre conventos portugueses e as cozinhas históricas mineiras”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *